Conheça a advogada que enfrentou o Exército e o Comitê Olímpico

Mas não foi sozinha – ela contou com o apoio de mais de 250 mil pessoas, que fizeram muito barulho para pedir justiça pela onça Juma, abatida em Manaus. Desse jeito foi impossível ignorar

A imagem da onça Juma abatida durante o evento da #Rio2016 começou a circular na internet. Todos os jornais noticiaram. A tocha que passou por Manaus deixou um legado vergonhoso. E a revolta tomou conta da advogada Liana Menezes. O que fazer quando algo assim acontece? Compartilhar a notícia xingando muito, ok – mas o que mais? Liana resolveu dar o primeiro passo por justiça, e carregou milhares de pessoas junto em seu desafio ao Exército e ao Comitê Olímpico.

 Juma na cerimônia olímpica, momentos antes de ser abatida; Liana é a autora do abaixo-assinado que garantiu justiça (fotos: Reprodução)

Juma na cerimônia olímpica, momentos antes de ser abatida; Liana é a autora do abaixo-assinado que garantiu justiça (fotos: Reprodução)

“Foi muita surpresa! Realmente não esperava! Fiquei super feliz por conseguir influenciar o Ministério Público Militar a tomar medidas relacionadas à proteção dos animais”. Liana resume assim o que sentiu ao receber um email com o posicionamento do MP postado diretamente no seu abaixo-assinado. Até então, ela havia conseguido mais de 250 mil assinaturas, vindas de todos os estados e até de outros países.

 Resposta do MPM postada na própria página do abaixo-assinado (foto: Reprodução)

Resposta do MPM postada na própria página do abaixo-assinado (foto: Reprodução)

Liana é uma super defensora dos animais em Campos dos Goytacazes (RJ). O que gosta de fazer é resgatar bichos abandonados e buscar famílias que queiram adotá-los. Por outro lado, ainda se decepciona com as punições impostas a quem os maltrata. Segundo a advogada, “há muito desestímulo, as penas são pequenas e o descaso é grande para este tipo de crime. Vários, inclusive, ficam impunes”, diz. “Mas o importante é realmente não desanimar.”

O mundo está de olho no Brasil nesta semana. Depois de meses, a tocha olímpica chega ao Rio de Janeiro para o maior evento do planeta. Mas este percurso custou a vida de Juma – sacrificada por descuido do Comando Militar da Amazônia. 

A advogada e seus milhares de apoiadores exigiram a abertura de um processo administrativo para investigar e punir os responsáveis. A demanda foi atendida e, para ela, o caso já é uma referência. “Esta visibilidade certamente faz com que pessoas e instituições mudem seus procedimentos quando pensarem em usar animais em qualquer tipo de atividade. Isso é o que mais importa para mim”, explica Liana.

Apesar de ter participado de outras mobilizações, ela nunca havia feito um abaixo-assinado. Muito sucesso logo de primeira! Liana é uma das mais de 7 milhões de pessoas que usam a Change.org para mudanças de verdade no Brasil. No mundo todo, a plataforma registra uma vitória por hora. Conheça todas as nossas ferramentas no site Como Usar a Change.org e, depois, inspire-se para fazer a sua própria mobilização, clicando aqui.